Em batalha de cinco sets Rio do Sul vence o Sesi-SP

Em batalha de cinco sets Rio do Sul vence o Sesi-SP

Fotos: Divulgação / Rio do Sul

Novamente, Rio do Sul/Equibrasil deu provas de que o fator casa é de muito bom proveito neste início de Superliga. A equipe catarinense venceu o Sesi-SP por 3 sets a 2 (25/23, 15/25, 19/25, 25/21, e 15/13) e conquistou a segunda vitória em casa na competição. A central Camila Paracatú foi escolhida a melhor jogadora da partida.

O primeiro set foi de pleno equilíbrio até o segundo tempo técnico. O Sesi-SP vinha com muita regularidade nos ataques de Jaqueline, enquanto Helô e Ju Nogueira deram as caras pelo time catarinense. Sem se abalar pelo resultado adverso, as catarinenses buscaram a reação e levaram a primeira parcial.

Mais relaxadas, Rio do Sul/Equibrasil teve um início de 2° set avassalador. Bons bloqueios e jogadas de muitos erros das paulistas deram ampla vantagem no placar. Só que as adversárias não se intimidaram. O passe do Sesi-SP melhorou muito, ao contrário das meninas de Rio do Sul. Mesmo com as constantes trocas de Spencer Lee, as visitantes empataram a partida com uma vantagem de 10 pontos.

O terceiro set começou da mesma forma para Rio do Sul. A equipe teve um jogo agressivo e abriu quatro pontos de vantagem. Mas não foi possível segurar o ataque consistente das paulistas. O passe de Rio do Sul continuava com dificuldade de chegar em boas condições para as levantadoras Luciana e Giovana, que vinham se revezando no jogo. Assim, as visitantes conquistaram a virada.

No 4° set, Rio do Sul/Equibrasil correu atrás do resultado. Camila Paracatú fazia um jogo irrepreensível, enquanto pelo lado do Sesi-SP, a equipe mostrava dificuldade no contra ataque. O jogo no tie-brake fez por decidir a partida em Santa Catarina.

E a decisão foi emocionante. Rio do Sul/Equibrasil e Sesi-SP travaram um duelo até o oitavo ponto, quando Rio do Sul aproveitou-se de alguns belos saques de Helô e Vanessa. A vantagem chegou a uma margem de três pontos, dando assim condições para que as catarinenses vencessem a segunda partida na Superliga.

Para o técnico Spencer Lee, os erros do 3° set foram cruciais para que o time levasse a virada. Mas o aprendizado de um set ruim deu condições para que a equipe conseguisse reagir. “Vencemos uma grande equipe e isso nos enche de orgulho. Estamos trabalhando muito, mas certamente, temos muita Superliga pela frente. Temos pontuação importante neste início de campeonato, mas precisamos comemorar esta vitória e sabermos que temos muito ainda a conquistar.

Para a central Camila Paracatú, eleita a melhor do jogo, Rio do Sul mostrou um poder de reação incrível e soube se aproveitar do fator casa.

O próximo jogo do time Rio do Sul/Equibrasil na Superliga é sábado (21), pela sexta rodada que foi antecipada. A equipe viaja até São Bernardo para enfrentar as donas da casa às 17h no ginásio Adib Moyses Dib. Em seguida, a equipe vai até o Rio de Janeiro, onde tem compromisso na terça-feira (24), às 19h30, contra o Rexona-Ades (RJ). Em casa, a equipe joga no dia 27 de novembro contra o Concilig/Vôlei Bauru (SP), às 20h15.

Clóvis Eduardo Cuco / Assessoria de Comunicação 

Outras Notícias

PUBLICIDADE