Vôlei Nestlé supera Rio do Sul em noite de casa cheia em Santa Catarina

Vôlei Nestlé supera Rio do Sul em noite de casa cheia em Santa Catarina

Foto: Rio do Sul Vôlei / Divulgação

Em noite quente e de casa cheia, Rio do Sul não conseguiu manter o alto nível de jogo durante toda a partida contra o Vôlei Nestlé (SP), pela Superliga. O ginásio Artenir Werner até tentou empurrar as meninas, mas o adversário não deu chances e venceu por 3 sets a 0 (21/25, 17/25, 18/25). A central Bia foi eleita a melhor da partida.

Ainda sem contar com Kasiely por problemas musculares, Rio do Sul teve que mostrar valentia diante do adversário que hoje é o terceiro colocado na competição nacional. Nayara recuperada de lesão no tornozelo direito saiu do banco e teve boa atuação.

O jogo parecia difícil desde o começo, manteve a escrita no primeiro set. Por apenas um detalhe: equilíbrio. Nenhuma das equipes despontou no placar e o Vôlei Nestlé sentia o calor da torcida de Rio do Sul que encheu o ginásio Artenir Werner. Os ataques estavam muito fortes e a segurança da equipe de Osasco acabou na maior eficiência do bloqueio.

No segundo set, Rio do Sul manteve a postura diante do adversário, mas ao longo do set os erros foram atrapalhando o avanço no placar. Seguro, o Vôlei Nestlé tinha nas mãos de Tandara e Bia suas principais jogadas. Rio do Sul passava melhor do que em jogos anteriores, mas alguns erros em ataques prejudicaram a partida.

Os erros acabaram comprometendo também todo o terceiro set do time de Rio do Sul, que viu Osasco manter seu trabalho ofensivo com maestria. Defensivamente, a equipe catarinense até tinha bom desempenho, mas no passe e em erros de ataque, as catarinenses acabaram derrotadas.

A central Aline lamentou a atuação no final do jogo, e atribuiu a derrota somente aos erros. “Podíamos ter equilibrado melhor a partida, faz parte do jogo diante de uma equipe tão boa. Precisamos buscar mais as nossas bolas de segurança e não cometer tantos erros”, comentou. Já o técnico Pedro Castelli também lamentou a atuação final, mas espera um desempenho maior ainda nesta reta final da Superliga.

Rio do Sul terá dois compromissos na próxima semana. Dia 8, enfrenta o Rexona-Sesc no Rio de Janeiro (RJ), às 19h30, no ginásio da Tijuca. Logo após viaja para Belo Horizonte (MG) onde no dia 10 joga contra o Camponesa/Minas no Minas Tênis Clube (MG). Em casa, Rio do Sul se reencontra com o torcedor apenas no dia 23, quando pega o Renata/Valinhos Country (SP) às 20h15, no Artenir Werner.

Clóvis Eduardo Cuco / Vôlei Rio do Sul

Outras Notícias

PUBLICIDADE