Brasil vence o Peru e se isola na liderança das Eliminatórias

Ao bater o Peru por 2 a 0 em Lima, gols de Gabriel Jesus e Renato Augusto, o Brasil chegou a sua sexta vitória seguida com Tite.

Brasil vence o Peru e se isola na liderança das Eliminatórias

Foto: Pedro Martins / MoWA Press

Com 27 pontos, encerra o ano como líder das Eliminatórias e abre quatro pontos de vantagem em relação ao vice-líder Uruguai. Os uruguaios, aliás, serão os próximos adversários da Seleção em março. E não terão Suárez, que está suspenso.

Em Lima, o Peru se dispôs a atacar o Brasil no início do jogo. Com esperanças de ir à Copa, a seleção treinada pelo argentino Ricardo Gareca contava com o talento do meia Cueva, do São Paulo, para ir à frente. E, aos sete minutos, o camisa 10 aproveitou o espaço deixado por Daniel Alves para colocar Carrillo na cara do gol. Frente a frente com Alisson, o meia do Benfica acertou a trave.

Apesar do susto, o Brasil reagiu. Aos 10 minutos, Neymar disparou em velocidade pela esquerda e serviu Paulinho, da entrada da área, arriscar para boa defesa de Gallese. 

Com imposição no meio-campo, a equipe de Tite passou a dominar o jogo, reduzindo espaços do adversário. Aos 35, quase veio o gol: Neymar cobrou escanteio e achou Fernandinho livre. O capitão cabeceou para baixo e a bola quicou forte demais, passando por cima.

No segundo tempo, o Brasil voltou com alta intensidade. Além do talento de Neymar, a equipe de Tite contava com o talento de Philippe Coutinho, que esbanjava talento com seus dribles de futsal. E foi graças ao meia que o Brasil abriu o placar: ele carregou a bola até a área e foi travado pela zaga. Mas o rebote ficou para Gabriel Jesus, livre, tocar no contrapé de Gallese. Foi seu quinto gol em seis jogos pela Seleção.

Com o apoio da torcida, o Peru tentou buscar o empate. Aos 26, Yotún cobrou escanteio e Loyola desviou para Alisson espalmar. Por sorte, a bola rebateu no peruano e foi para fora. Mas foi pouco. O Brasil chegou com Neymar, aos 30, com chute no travessão. E garantiu a vitória aos 33, quando Gabriel Jesus achou Renato Augusto livre na área para consolidar o 2 a 0.

*ZHESPORTES

Diário Catarinense 

Outras Notícias

PUBLICIDADE