Futebol terá R$ 98,6 milhões em patrocínio da Caixa em 2016

Com negociações já em andamento, com clubes e organizações de campeonatos, valores investidos devem subir para mais de R$ 100 milhões.

Futebol terá R$ 98,6 milhões em patrocínio da Caixa em 2016

Divulgação/Rodrigo Oliveira

A Caixa Econômica Federal anunciou nesta terça-feira (19), o patrocínio de R$ 98,6 milhões para o futebol brasileiro em 2016. Do valor, R$ 83 milhões serão investidos em dez times de futebol e R$ 15,6 milhões na Copa Verde, Copa do Nordeste e Brasileirão Feminino. Atlético Mineiro e Cruzeiro serão patrocinados pela primeira vez. Negociações já em andamento, com clubes e organizações de campeonatos, devem elevar os valores investidos para mais de R$ 100 milhões.

Os dez clubes com patrocínio são Atlético Mineiro (MG), Atlético Paranaense (PR), Chapecoense (SC), Coritiba (PR), CRB (AL), Cruzeiro (MG), Figueirense (SC), Flamengo (RJ), Sport (PE) e Vitória (BA). O Corinthians (SP) tem contrato vigente até 23 de fevereiro e as negociações para a renovação estão em andamento. 

Os patrocínios da Caixa ao futebol já obedecem aos critérios estabelecidos no Programa de Modernização do Futebol Brasileiro (Profut). “A vinculação dos patrocínios da Caixa ao Profut demonstra que o banco está alinhado a essa iniciativa do governo federal para a profissionalização do futebol: gestão fiscal, governança, fortalecimento do futebol feminino, melhoria das condições de trabalho dos atletas e formação de categoria de base", afirma apresidenta da Caixa, Miriam Belchior.

O Programa

Criado por lei sancionada em agosto de 2015, o programa prevê, entre as condições para adesão, que clubes apresentem comprovação de regularidade fiscal. O Profut prevê, ainda, a criação de uma modalidade de Loteria Instantânea exclusiva, com destinação de recursos arrecadados para os clubes de futebol que aderirem ao programa.

Clubes mineiros

A Caixa agora vai patrocinar também os dois maiores clubes de futebol de Minas Gerais. Somados, Cruzeiro e Atlético Mineiro tem dez títulos nacionais e 81 campeonatos mineiros. Os valores destinados para cada clube são de R$ 12,5 milhões. "A Caixa já patrocinava o atetismo do Cruzeiro, de muito tempo. Agora a Caixa está fazendo um patrocínio geral, como patrocínio master do Cruzeiro, o que vem a ajudar muito", comemora o presidente do clube, Gilvan de Pinho Tavares.

Investimento

A Caixa é a maior patrocinadora do esporte nacional, com investimentos no Atletismo, Ginástica, Ciclismo e Luta Olímpica, além do apoio ao Paradesporto. Em 2016, os investimentos em esporte devem chegar a R$ 269 milhões. O patrocínio no período de 2013 a 2016, para a Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt), é de R$ 90 milhões; para a Confederação Brasileira de Ginástica (CBG), no mesmo período, o valor é de R$ 35 milhões.

Já para a Confederação Brasileira de Lutas Associadas (CBLA), os recursos são da ordem de R$ 11,2 milhões. Para o Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB), R$ 120 milhões. Para o Ciclismo, serão investidos 17 milhões no quadriênio. A Caixa também apoia os atletas brasileiros e investe em projetos que visam a inclusão social por meio do esporte.

Portal Brasil

Outras Notícias

PUBLICIDADE