Grêmio é punido por invasão de filha de Renato Gaúcho e perde mando na final

Grêmio é punido por invasão de filha de Renato Gaúcho e perde mando na final

Carol Portaluppi, filha de Renato Gaúcho (Foto: LUCAS UEBEL/GREMIO FBPA)

O Grêmio foi punido nesta quarta-feira pelo STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) e perdeu o mando de campo da partida de volta da final da Copa do Brasil, contra o Atlético-MG, marcado para o dia 30 de novembro, na Arena.

A punição foi dada pela invasão de campo de Carol Portaluppi, filha do técnico Renato Gaúcho, após a partida de volta contra o Cruzeiro, válida pela semifinal da competição.

Segundo o jornal Zero Hora, inicialmente foram dados dois votos para que o clube gaúcho fosse apenas multado em R$ 30 mil. No entanto, um terceiro auditor pediu a perda do mando de campo, fazendo seus colegas mudarem de ideia e acompanharem o voto de retirar o jogo da Arena.

Ainda segundo o diário, o clube de Porto Alegre pedirá ao tribunal um efeito suspensivo até que o recurso do caso possa ser julgado pela entidade, o que permitiria à equipe gaúcha jogar a grande decisão em seu estádio. O duelo de ida é no próximo dia 23, em Belo Horizonte.

Vice jurídico pede "tranquilidade" à torcida

Após a decisão do STJD, o vice-presidente jurídico do Grêmio, Nestor Hein, comentou o fato, que considerou "fora da curva". Ele pediu "tranquilidade" à torcida e garantiu que o clube tricolor irá "manejar o recurso compatível" em tempo hábil.

"Foi uma decisão fora da curva. O tribunal já havia julgado questões semelhantes e não havia se utilizado de uma situação tão gravosa como essa. Esxatamente como base nessa jurisprudência que vamos nos utilizar do recurso compatível para obter o efeito suspensivo da decisão. Acredito que os gremistas deem ficar tranquilos. Compete ao clube aceitar a decisão e manejar o recurso compatível", disse, à Rádio Gaúcha.

ESPN

Outras Notícias

PUBLICIDADE