Palmeiras vence Santos nos pênaltis e conquista Copa do Brasil

Palmeiras vence Santos nos pênaltis e conquista Copa do Brasil

Fernando Prass (Foto: REGINALDO CASTRO / ESTADÃO CONTEÚDO)

A Copa do Brasil do Brasil foi decidida pela primeira vez nos pênaltis. E tem um novo tricampeão. Após vencer por 2 a 1 no tempo normal, o Palmeiras comemorou seu terceiro título da competição ao bater o Santos na marca da cal por 4 a 3, com gol decisivo de Fernando Prass.

O goleiro defendeu a cobrança de Gustavo Henrique e marcou o gol da vitória. Zé Roberto, Jackson e Cristaldo também marcaram para o Palmeiras nas cobranças, enquanto Rafael Marques desperdiçou. No Santos, além de Gustavo Henrique, Marquinhos Gabriel também errou, ao escorregar e chutar para fora. Geuvânio, Lucas Lima e Ricardo Oliveira venceram o goleiro.

Na primeira edição sem o gol qualificado, ele fez falta para o Santos levar o título no tempo normal. Pela sétima vez na temporada, o encontro entre esses dois paulistas terminou com vitória por um gol de diferença para o mandante.

O jogo começou em alta velocidade. Aos 10 segundos, o Santos saiu jogando errado, Arouca cabeceou, Barrios entregou a Gabriel Jesus que, livre, só não abriu o placar porque o goleiro Vanderlei fez grande defesa, com o pé.

Pouco depois, a resposta santista. Em jogada pela esquerda, Fernando Prass fez bela defesa em chute de Marquinhos Gabriel. No rebote, Victor Ferraz enquadrou o corpo e acertou a trave palmeirense.

O ritmo seguiu acelerado, mas o Palmeiras era quem mandava. Com Lucas Barrios ganhando todas as disputas da defesa adversária. Numa delas, cabeceou um cruzamento de Robinho e Vanderlei salvou com a ponta dos dedos.

No segundo tempo, a bola entrou. Aos 12, Barrios fez uma jogada de pivô e encontrou Robinho entrando na área. O meia teve calma e deixou Dudu sem goleiro para abrir o placar. Aos 40, uma jogada pela esquerda terminou com Dudu, novamente, apenas empurrando a bola para o gol quase de cima da linha. Dois minutos mais tarde, Ricardo Oliveira aproveitou desvio de calcanhar de Werley e diminuiu, levando a disputa para os pênaltis.

Nas cobranças, Marquinhos Gabriel e Gustavo Henrique erraram para o Santos, enquanto Rafael Marques desperdiçou seu chute pelo Palmeiras. Mas Fernando Prass confirmou o título ao acertar o quinto e último chute.

*ZHEsportes

Diário Catarinense

Outras Notícias

PUBLICIDADE