Precaução no verão: CBF define fim de jogos às 11h para 2015

Precaução no verão: CBF define fim de jogos às 11h para 2015

No verão, a CBF poupará os jogadores e deixará de marcar jogos às 11h (Foto: GAZETA PRESS)

A CBF (Confederação Brasileira de Futebol) oficializou nesta quarta-feira (30), em reunião realizada no Rio de Janeiro, que não marcará novos jogos às 11h para o Brasileirão deste ano.

A decisão só cumpre o cronograma e não afeta os jogos que já estão na tabela marcados para esse horário. Por isso, Flamengo x Joinville e Avaí x Vasco, às 11h deste domingo (4), e São Paulo x Vasco e Ponte Preta x Coritiba, no dia 17, estão mantidos.

A entidade considerou um sucesso a partida nesta faixa de horário, mas espera que a temperatura não pare de subir daqui para frente com a aproximação do verão. Recentemente, atletas, dirigentes e membros de comissões técnicas já haviam reclamado da situação.

"Estamos felizes demais. Quando implementamos esse horário, sabíamos do risco. Mas tivemos um grande sucesso. É uma nova oportunidade, uma opção diferente para o público, que compareceu bem. Agora, com a entrada do verão, não teremos mais. Fizemos observações no inverno e na primavera. Manter isso seria um risco. Vamos continuar monitorando, até para saber se poderemos ter jogos às 11h durante todo o Brasileiro do ano que vem", explicou Jorge Pagura, presidente da Comissão Nacional de Médicos de Futebol (CNMF), que liderou a mesa de debate na CBF.

Novos horários na pauta

Diretor de competições da CBF, Manoel Flores reforçou os elogios e revelou que a confederação estuda novos horários alternativos. "Ganhamos mais opção com estes jogos às 11h, agora é aumentar esse leque. Divulgaremos nas próximas semanas um novo horário que será utilizado nas rodadas finais. É algo novo. A ideia é repetir o que temos na Europa, onde algumas ligas têm até 12 horários diferentes de jogos".

O encontro desta quarta teve a participação de representantes da CNMF, de membros da Diretoria de Competições da CBF, profissionais da comissão técnica da seleção brasileira, Comissão de Arbitragem da CBF, Comissão de Controle de Doping e outros especialistas da área médica

Para evitar problemas médicos, a entidade estabeleceu que as partidas pela manhã têm que ter duas paradas, uma em cada tempo (por volta dos 30 minutos). A mesma determinação será mantida para jogos disputados com temperaturas acima de 28ºC até o fim do Brasileiro.

Apesar da precaução, jogadores e técnicos reclamaram. O Goias chegou a jogar sob uma temperatura de 40 graus diante do Joinville. Corinthians 2 x 0 Santos também sofreu por conta do calor acima dos 30 graus, em São Paulo.

UOL

Outras Notícias

PUBLICIDADE