Renato Augusto leva Bola de Ouro e Corinthians domina prêmio do Brasileiro

Renato Augusto leva Bola de Ouro e Corinthians domina prêmio do Brasileiro

Foto: ESPN/Divulgação

A revista Placar e a ESPN Brasil apresentaram nesta segunda-feira, em São Paulo, os vencedores da Bola de Prata do Campeonato Brasileiro 2015. Corinthians e Grêmio dominaram a lista, com quatro indicações cada um para a seleção do campeonato. No entanto, coube ao clube paulista 'desempatar' a disputa com o melhor jogador da competição: Renato Augusto, vencedor da Bola de Ouro 2015.

"Realmente ano especial, trabalho que venho fazendo deu resultado bom. Quero só curtir agora", falou o meia. 

Na lista, os gremistas tiveram o goleiro Marcelo Grohe, o lateral direito Rafael Galhardo, o zagueiro Pedro Geromel e o atacante Luan entre os premiados. Já o campeão Corinthians conseguiu colocar Gil (zagueiro), Elias (volante), Renato Augusto e Jadson (meias) entre os escalados. O Atlético-MG conquistou as três outras vagas: Douglas Santos, Rafael Carioca e Lucas Pratto.

Desta forma, a escalação da Bola de Prata 2015 foi formada por Marcelo Grohe (Grêmio); Rafael Galhardo (Grêmio), Gil (Corinthians), Pedro Geromel (Grêmio) e Douglas Santos (Atlético-MG); Elias (Corinthians), Rafael Carioca (Atlético-MG), Renato Augusto (Corinthians) e Jadson (Corinthians); Luan (Grêmio) e Lucas Pratto (Atlético-MG).

"É uma honra estar aqui recebendo esse prêmio. Entrar nessa lista é uma honra. Sabemos o quanto é difícil ganhar a Bola de Prata. Estou muito feliz, muito contente", disse o goleiro do Grêmio, vencedor do prêmio também em 2014. Já Rafael Galhardo dedicou o prêmio à esposa e à filha.

Na zaga, Gil e Pedro Geromel subiram juntos ao palco. "Agradeço a todos que votaram e me elegeram um dos melhores zagueiros de 2015", disse o corintiano. "É um prazer enorme", comemorou o gremista, citando os planos de permanecer no clube em 2016.

Elias recebeu o prêmio pela terceira vez, enquanto Rafael Carioca estreou na cerimônia. "Ainda bem que pude voltar e ter a oportunidade de conquistar agora em 2015", disse o volante do Corinthians, que levantou o prêmio também em 2010 e 2013. "Faltou o título, mas foi uma temporada brilhante", disse o atleticano.

A dupla de meias do Corinthians, Renato Augusto e Jadson, confirmou o favoritismo no setor e também foi premiada. "Acho que, em um momento como esse, a gente tem muita gente a agradecer", disse o primeiro, que dedicou suas palavras ao clube, à família e ao torcedor.

No ataque, o gremista Luan subiu sozinho, já que Lucas Pratto não pôde comparecer à premiação. "Sempre trabalhei para fazer sucesso. No primeiro ano, às vezes, é dificíl", disse o argentino do Atlético-MG, em vídeo exibido na premiação. "Sem companheiros não seria possível conquistar Bola de Prata", declarou também Luan.

A Chuteira de Ouro, dedicada ao melhor marcador do ano nos critérios da revista, foi para Ricardo Oliveira (Santos), que também levou o prêmio de artilheiro do Campeonato Brasileiro por marcar 20 gols no torneio. Seu companheiro de ataque, Gabriel, foi eleito a revelação da competição.

Rogério Ceni, aposentando-se dos gramados após 25 anos de carreira, também foi homenageado pelo conjunto da obra, recebendo prêmio das mãos do técnico Muricy Ramalho.

"Todo mundo sabe (...) o quão importante é ter uma Bola de Prata na estante de casa. Eu tive essa honra ao longo da minha carreira", comemorou Ceni. "Eu olho para trás e vejo com muita alegria. O que eu podia fazer como profissional, eu fiz", completou.

Por fim, Renato Augusto recebeu das mãos do técnico Tite a Bola de Ouro 2015, prêmio dedicado ao melhor jogador do Campeonato Brasileiro. "Confesso para vocês que fiz um lobby", brincou o treinador. "Em todos as entrevistas que era possível, fiz uma menção", completou.

No agradecimento, Renato Augusto homenageou os companheiros de equipe, à família e ao técnico Tite. "Vejo ele todo dia, mas hoje certamente fica marcado", afirmou o camisa 8.

UOL

Outras Notícias

PUBLICIDADE