Seleção Brasileira joga mal e leva 2 a 0 do Chile na estreia das Eliminatórias

Vargas e Sánchez marcaram os gols no Estádio Nacional.

Seleção Brasileira joga mal e leva 2 a 0 do Chile na estreia das Eliminatórias

Foto: / CLAUDIO REYES / AFP

O Brasil começou sua caminhada rumo à Copa do Mundo de 2018 no mesmo ritmo que terminou a Copa América. Uma Seleção pouco inspirada, sem respostas para explorar os espaços que uma valente seleção chilena oferecia, foi derrotada por 2 a 0 pelos donos da casa com gols de Vargas e Sánchez. Estreando pela primeira vez na história das Eliminatórias com uma derrota, Dunga precisará encontrar novas alternativas para que a ausência da genialidade de Neymar não resulte em um novo tropeço na próxima terça-feira em Fortaleza, quando o adversário será a Venezuela.

Três meses após o fim da Copa América, o Brasil voltou ao Chile com uma Seleção formada por seis novos titulares. David Luiz, Marcelo, Luiz Gustavo, Oscar, Douglas Costa e Hulk herdaram as vagas de Thiago Silva, Filipe Luis, Fernandinho, Philippe Coutinho, Robinho e Roberto Firmino. Uma renovação que não melhorou o fraco desempenho brasileiro.

Com Elias e Luiz Gustavo fixos à frente da zaga, o Chile aplicou sua mecânica de jogo com tranquilidade . Vidal e Sánchez se movimentaram sem que Dunga encontrasse uma resposta. O Brasil dependia das investidas de Douglas Costa, que rapidamente era cercado por marcadores de vermelho no lado esquerdo. A primeira boa chance de gol da partida veio em uma cobrança de falta de Hulk, aos oito minutos. Um chute rasteiro, ao lado da trave direita de Bravo.

Rondando a área brasileira, o Chile sentia falta da onipresença de Aránguiz. A solução de Sampaoli foi dar a Sánchez mais liberdade. Na primeira boa intervenção do jogador do Arsenal-ING, Vargas recebeu uma bola na entrada da área e chutou ao lado do gol de Jefferson, aos 14. Na segunda oportunidade, a trave evitou o gol chileno. Sánchez pegou o rebote de uma bola afastada pela defesa brasileira e quase abriu o placar. Antes do final do primeiro tempo, David Luiz sentiu uma lesão no joelho esquerdo e teve que deixar o jogo.

No segundo tempo, com os espaços que o Chile deixava no seu campo defensivo, Willian começou a aparecer. Em sua primeira boa jogada, o meia do Chelsea serviu Oscar, que vacilou e deixou a zaga chilena se recuperar e retomar a bola.  O Chile respondeu primeiro com Vargas, que teve o chute bloqueado por Marquinhos dentro da área. No rebote, Isla mandou de fora da área e a bola novamente parou na trave, com dez minutos de jogo.

As chances de gol deixaram o jogo um pouco mais aberto, com o Chile trocando passes no campo de ataque e Brasil respondendo com a velocidade de seus meias no contra-ataque.

Com 22 minutos, Mark González cruzou e Sánchez não alcançou a bola para marcar dentro da pequena área. Quatro minutos depois, após cobrança de falta, Vargas se antecipou a Marquinhos e abriu o placar. Dunga trocou Hulk por Ricardo Oliveira, que em seu primeiro lance não alcançou cruzamento de Willian para empatar. Lucas Lima também foi para o jogo, no lugar de Luiz Gustavo.

Mudanças que não foram suficientes para evitar a derrota brasileira. Com uma rápida troca de passes entre seus meio-campistas, o Chile marcou o segundo gol com Alexis Sánchez, aos 44min,  para êxtase dos chilenos que novamente comemoram um importante e merecido triunfo no Estádio Nacional.

*ZH Esportes

Diário Catarinense 

Outras Notícias

PUBLICIDADE