Artes, filosofia e educação física deixam de ser obrigatórias com reformulação do Ensino Médio

Artes, filosofia e educação física deixam de ser obrigatórias com reformulação do Ensino Médio

Foto: @MichelTemer / Twitter/Reprodução

Com as mudanças no Ensino Médio, anunciadas nesta quinta-feira pelo governo federal, algumas velhas conhecidas dos estudantes deixarão de ser tema obrigatório de aulas ao final da educação básica. Aulas de artes, educação física, filosofia e sociologia não farão mais parte do currículo único, e caberá às escolas e redes de ensino definir quais delas incluir em sala de aula. 

Até que a reforma seja aprovada e implementada, porém, seguirá valendo o que define atualmente a Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB), em que o ensino de artes e educação física é obrigatório em toda a educação básica, e filosofia e sociologia também devem ser ministradas a todos os alunos do Ensino Médio.

Com as mudanças, o currículo poderá ser flexibilizado de acordo com os interesses do próprio aluno e das especificidades de cada rede de ensino no Brasil. Metade da carga horária, porém, será de conteúdo obrigatório, definido pela Base Nacional Comum Curricular (BNCC), que ainda não foi concluída.

De acordo com o ministro da Educação, Mendonça Filho, a pasta investirá R$ 1,5 bilhão até o final do governo Temer, em 2018, para ofertar o ensino integral a 500 mil jovens. O tempo integral passará a ser fomentado pelo governo a partir do ano que vem.

* Zero Hora

Diário Catarinense 

Outras Notícias

PUBLICIDADE