Desemprego se mantém em 11,8% no 3º trimestre, diz IBGE

Desemprego se mantém em 11,8% no 3º trimestre, diz IBGE

Foto: Carlos Macedo / Agencia RBS

O desemprego se manteve estável em 11,8% no terceiro trimestre deste ano e alcançou 12 milhões de brasileiros, conforme a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua). Na comparação com o mesmo período de 2015, entre julho e agosto, houve aumento de 2,9% da taxa de desocupação. Os números foram divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quinta-feira.

Em relação ao segundo trimestre deste ano, compreendido de abril a junho, o desemprego avançou 0,5% no país. Ao todo, nesta base de comparação, ocorreu uma elevação de 347 mil pessoas sem emprego. Quanto ao mesmo período do ano passado, mais de 3 milhões ficaram desempregados.

A renda média real do trabalhador foi de R$ 2.015,00 no terceiro trimestre. O resultado representa queda de 2,1% em relação ao mesmo período do ano anterior. Além disso, a massa de renda real habitual paga aos ocupados somou R$ 176,8 bilhões no terceiro trimestre, queda de 3,8% ante igual período do ano anterior.

Desde janeiro de 2014, o IBGE passou a divulgar a taxa de desocupação em bases trimestrais para todo o território nacional. A nova pesquisa substitui a Pesquisa Mensal de Emprego (PME), que abrangia apenas as seis principais regiões metropolitanas, e também a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) anual, que produz informações referentes somente ao mês de setembro de cada ano.

*Por Zero Hora e Estadão Conteúdo

Diário Catarinense  

Outras Notícias

PUBLICIDADE