Dólar fecha a R$ 4,05 e atinge maior cotação na história do real

Moeda norte-americana teve alta de 1,83% nesta terça-feira

Dólar fecha a R$ 4,05 e atinge maior cotação na história do real

Foto: Ricardo Wolffenbüttel / Agencia RBS

O dólar ultrapassou os R$ 4 nesta terça-feira e rompeu o maior patamar de fechamento desde a adoção do Plano Real, em 1994. A moeda norte-americana fechou o dia cotada a R$ 4,0538, alta de 1,83%. No ano, o dólar já tem alta acumulada de 52,47%.

Na máxima registrada no pregão, a moeda americana alcançou a marca de R$ 4,0611, às 14h30min. Antes da sessão desta terça-feira, a maior cotação intradia foi registrada em outubro de 2002, quando o dólar chegou a R$ 4,005. 

A cotação da moeda americana não tem caído nos últimos dias, apesar de o Federal Reserve ter adiado o aumento da taxa básica de juros da maior economia do planeta na reunião da última quinta-feira.

Desde o fim de 2008, os juros nos Estados Unidos estão entre 0% e 0,25% ao ano. Na época, o Fed cortou a taxa para estimular a economia americana em meio à crise no crédito imobiliário. A última elevação de juros nos EUA ocorreu em 2006.

Juros mais altos atraem capital para os títulos públicos americanos, considerados a aplicação mais segura do mundo. Os investidores retiram recursos de países emergentes, como o Brasil, pressionando a cotação do dólar.

A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou a terça-feira em queda de 0,70%, cotada a 46.264,61.  

Zero Hora com informações da Agência Brasil

Outras Notícias

PUBLICIDADE