Em BH, Aécio diz que impeachment é um dos caminhos para futuro melhor no país

Em BH, Aécio diz que impeachment é um dos caminhos para futuro melhor no país

Foto: Douglas Magno / AFP

O presidente nacional do PSDB, senador Aécio Neves (MG), esteve há pouco na Praça da Liberdade, na Região Centro-Sul de Belo Horizonte, para o ato pelo impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT). O parlamentar cumprimentou correligionários, não discursou e seguiu para São Paulo, onde participa nesta tarde do protesto contra a presidente que será realizado na Avenida Paulista.

Em entrevista à imprensa, na chegada à Praça da Liberdade, o senador afirmou que há três caminhos hoje para o Brasil: o impeachment da presidente, a cassação da chapa pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) ou a renúncia. 

— Uma das três saídas possibilitará o Brasil voltar a sonhar com um futuro melhor — disse.

Aécio afirmou que, das três, preferiu, no passado, o caminho via TSE. 

— Sempre achei que pelo tribunal seria possível um "stop and go". Um governo legitimado pelo voto para implantação de reformas estruturantes. Mas, hoje, qualquer saída sem a atual presidente da República é melhor do que estendermos esse calvário do povo brasileiro por mais alguns anos — comentou.

A Polícia Militar de Minas Gerais estima em 30 mil o número de manifestantes no ato pelo impeachment de Dilma na Praça da Liberdade. O número é superior ao da maior manifestação contra a presidente realizada na cidade em março do ano passado, quando 25 mil pessoas estiveram na praça, também conforme informações da Polícia Militar à época.

Um caminhão de som foi colocado no entorno do local para discursos, e um palco foi armado para a apresentação de bandas de rock e MPB. Os manifestantes usam, além de camisas da seleção brasileira, máscaras do juiz Sérgio Moro. Há muitas faixas de apoio à Polícia Federal, pela operação Lava-Jato e montagem de fotos do ex-presidente Lula em uma prisão.

No período da tarde, está previsto mais uma manifestação, denominada "Vaza Dilma", marcada para a Praça da Estação, também na Região Centro-Sul da capital. 

Diário Catarinense 

Outras Notícias

PUBLICIDADE