Gilmar Mendes pede que PF apure morte de candidato em Goiás

Gilmar Mendes pede que PF apure morte de candidato em Goiás

Foto: Nelson Jr. / STF,Divulgação

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Gilmar Mendes, entrou em contato nesta quarta-feira com o ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, e pediu que a Polícia Federal (PF) atue na investigação do assassinato do candidato à prefeitura de Itumbiara (GO) José Gomes da Rocha (PTB).

— Nós estamos em contato estreito com o Ministério da Justiça e também já pedimos que a Polícia Federal atue na investigação desses episódios que repercutem e podem afetar o pleito eleitoral — disse Gilmar Mendes nesta quinta-feira, durante a sessão plenária do TSE.

Nesta quarta-feira, o TSE divulgou nota informando que o presidente da Corte Eleitoral "repudia" a morte de José Gomes da Rocha.

Segundo informações do TSE, já foram registrados pelo menos 20 homicídios envolvendo candidatos e pré-candidatos a cargos eletivos ao longo dos últimos nove meses. Os assassinatos ocorreram em dez Estados: Rio de Janeiro, São Paulo, Ceará, Bahia, Alagoas, Rio Grande do Norte, Acre, Rondônia, Rio Grande do Sul e Goiás.

O candidato a prefeito pelo PTB, conhecido como Zé Gomes, foi executado nesta quarta-feira com um tiro na cabeça. O autor dos disparos, o funcionário público Gilberto Ferreira do Amaral, e o policial militar Vanilson Rodrigues morreram minutos depois em tiroteio – que também deixou ferido o vice-governador do Estado e governador em exercício, José Eliton (PSDB).

Diário Catarinense 

Outras Notícias

PUBLICIDADE