Governo reconhece situação de emergência em municípios do PR e RS

Outras duas cidades paranaenses atingidas por enxurradas têm reconhecida situação de calamidade pública

O governo federal reconheceu situação de emergência em 20 municípios paranaense e gaúchos, por causa dos problemas enfrentados por causa de fortes chuvas. Outras duas cidades paranaenses atingidas por enxurradas têm reconhecida situação de calamidade pública.

Os atos de reconhecimento são da Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil, órgão do Ministério da Integração Nacional, e foram publicados no Diário Oficial da União desta segunda-feira (25).

Os municípios paranaenses que tiveram estado de calamidade pública reconhecido são Rolândia e Tamarana. Em Rolândia, o equipamento que fazia o tratamento de água foi destruído pelas chuvas, deixando a população sem abastecimento segundo informou a companhia de saneamento do Estado. Em Tamarana, segundo a Defesa Civil do Paraná, pelo menos 300 pessoas ficaram desalojadas por causa das fortes chuvas registradas este mês.

Houve reconhecimento de estado de emergência para os municípios paranaenses de Presidente Castelo Branco e Rio Bom e, no Rio Grande do Sul, Alecrim, Barra do Quaraí, Boqueirão do Leão, Cândido Godói, Entre-Ijuís, Floriano Peixoto, Garibaldi, Guarani das Missões, Itaqui, Jacutinga, Liberato Salzano, Nonoai, Quaraí, Roque Gonzales, Santo Ângelo, São Miguel das Missões, Três Palmeiras e Vitória das Missões.

Conforme o Ministério da Integração Nacional, estado de calamidade pública é uma situação anormal, decretada em razão de desastre, que em razão da magnitude dos danos, requer auxílio direto e imediato do Estado ou da União para as ações de socorro e de recuperação. Situação de emergência é situação anormal, decretada em razão de desastre, que embora não excedendo a capacidade inicial de resposta do município ou do estado atingido, requer auxílio complementar do estado ou da União para as ações de socorro e de recuperação.

Portal Brasil

Outras Notícias

PUBLICIDADE