Japonês da PF, conhecido pela Lava Jato, pede convocação de agentes

Japonês da PF, conhecido pela Lava Jato, pede convocação de agentes

Newton Ishii pede a convocação dos excedentes do concurso da PF (Foto: Reprodução/Facebook)

O agente japonês Newton Ishii, que ficou conhecido em fotos de prisões da Operação Lava Jato, aparece em um vídeo postado no Facebook pedindo a convocação dos agentes excedentes aprovados no concurso da Polícia Federal realizado em 2014.

No vídeo postado na página oficial dos "Agentes Federais do Brasil", o policial federal diz: "Meu nome é Newton Ishii, e eu sou a favor dos excedentes da turma de 2014. Precisamos de vocês para juntar as forças, para combater a corrupção e tornar o Brasil mais justo. Ok, um abraço a todos e conte comigo".

Procurada para o comentar o vídeo e se há previsão de convocação dos candidatos aprovados no concurso e que ainda não foram chamados, a assessoria de imprensa da PF não respondeu aos questionamentos até a publicação desta reportagem.

O nome de Newton Ishii foi citado na gravação que levou à prisão o senador Delcídio Amaral, em Brasília. No áudio, o senador fazia tratativas com o chefe de gabinete dele, Diogo Ferreira, o advogado Edson Ribeiro e o filho do ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró, Bernardo, buscando um plano de fuga para Cerveró, que estava preso na carceragem da PF em Curitiba.

O agente é citado durante a conversa quando o grupo discute quem estaria vazando informações para revistas. Delcídio chega a chamar um policial que seria ele de "japonês bonzinho", sendo tratado como o responsável pela carceragem da PF em Curitiba, para onde são levados os presos da Lava Jato.

A Polícia Federal disse, na ocasião, que iria apurar se o nome citado na conversa era o do agente.

G1SP

Outras Notícias

PUBLICIDADE