Justiça do RJ determina novo bloqueio do WhatsApp no país

Comarca de Duque de Caxias determinou a terceira suspensão do aplicativo no país

Justiça do RJ determina novo bloqueio do WhatsApp no país

WhatsApp foi bloqueado por se negar a colaborar com invstigações (Dado Ruvic/Reuters)

A Justiça do Rio de Janeiro mandou bloquear novamente o serviço de mensagens WhatsApp em todo o Brasil partir desta terça-feira. A decisão, da 2ª comarca de Duque de Caxias, determinou que o serviço seja interrompido pelas principais operadoras do país – Tim, Vivo, Claro, Nextel e Oi.

A ordem de interrupção do serviço partiu da juíza Daniela Barbosa Assunção de Souza, que exige que o Facebook (proprietário do WhatsApp) ceda informações de conversas de usuários investigados pela Justiça. Se confirmado, este seria o terceiro bloqueio ao aplicativo de mensagens no país em menos de um ano.

As outras duas suspensões ao WhatsApp não duraram mais que 48 horas e ocorreram em dezembro de 2015 e maio de 2016. Em todos os casos, o bloqueio estava relacionado ao não cumprimento de determinações da Justiça, que pedia acesso ao conteúdo das comunicações de usuários suspeitos de cometer crimes.

A empresa americana alega que não pode cumprir as determinações, pois adota criptografia em todas as mensagens. O bloqueio ainda não foi confirmado e nem passou a valer. Procurada, a assessoria do Tribunal de Justiça do Rio não atendeu às ligações da reportagem.

(com Estadão Conteúdo)

Veja.com 

Outras Notícias

PUBLICIDADE