Manifestante joga balde de notas falsas de dólar na cabeça de Cunha

Manifestante joga balde de notas falsas de dólar na cabeça de Cunha

Foto: Lula Marques/Agência PT / Divulgação

No momento em que concedia entrevista coletiva à imprensa, no Salão Verde da Câmara dos Deputados, o presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), foi alvo de um "banho" de notas falsas de dólar. Um homem ligado ao movimento "Levante Popular da Juventude", surpreendeu o deputado e, munido de um balde, jogou as notas em sua cabeça.

— Receba sua encomenda da Suíça, Cunha — gritou Tiago Ferreira, de 26 anos, que foi retirado pela Polícia Legislativa.

As notas falsas de 100 dólares, em vez do retrato de Benjamin Franklin, traziam a imagem do peemedebista. Carregado pelos seguranças, Tiago deixou o local gritando "Fora PT".

Cunha tentou se manter impassível e disse que não se sentia constrangido com o episódio.

— Não vou, por causa de um militante encomendado e colocado aqui para fazer uma agressão, achar que isso vai me constranger, porque não vai. Esse provavelmente é contratado por alguém com um objetivo. Não vou pautar minha atuação por causa de um militante — respondeu.

A ação tumultuou o já inflamado Salão Verde, que vem sendo ocupado por manifestantes pró-impeachment da presidente Dilma Rousseff. Mais cedo, a oposição instalou um painel com assinaturas dos parlamentares favoráveis ao afastamento da petista. O painel foi colocado ao lado dos manifestantes e mais cedo houve um tumulto quando foi retirado do local.

Cunha informou que ordenou à Polícia Legislativa a retirada do painel, mas mandou investigar quem se antecipou à ação dos seguranças. Ele mandou abrir sindicância para apurar o episódio.

— Desse jeito não vai continuar, vou tomar providências. Vou impor a ordem à Casa.

Agência Estado

Diário Catarinense

Outras Notícias

PUBLICIDADE