Ministério do Trabalho fará convênio para profissionalizar 15 mil presos

Ministério do Trabalho fará convênio para profissionalizar 15 mil presos

Foto: Gabriela Korossy / Agência Câmara

O ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, informou, nesta quarta-feira, que o ministério fechará um convênio com o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) para a qualificação profissional de até 15 mil presos, com um investimento de R$ 30 milhões — recursos já previstos na pasta federal. O anúncio oficial deve ser feito até o dia 10 de fevereiro e atuação começar ainda no primeiro semestre deste ano, segundo o ministro.

Após reunião com a presidente do CNJ e do Supremo Tribunal Federal, ministra Cármen Lúcia, Ronaldo Nogueira disse que foi montado um grupo de trabalho com integrantes do ministério do Trabalho, da Justiça e do CNJ para formatar o planejamento de atuação.

A ação de qualificação profissional será feita dentro do programa Começar de Novo, criado pelo CNJ em 2009, do qual o governo federal já era parceiro. Quais serão os cursos e quais serão os presídios escolhidos para a oferta é algo que ainda será definido. Segundo o ministro, o pedido partiu do presidente Michel Temer.

Por Estadão Conteúdo

Diário Catarinense 

Outras Notícias

PUBLICIDADE