Site do Minha Casa Minha Vida faz simulação de financiamento e subsídio

Site do Minha Casa Minha Vida faz simulação de financiamento e subsídio

Foto: Reprodução

Os interessados que desejam adquirir casa própria por meio do Programa Minha Casa, Minha Vida (MCMV) já podem acessar o portal do programa (http://www.minhacasaminhavida.gov.br/) para simular em qual faixa de renda se encaixam e o valor do subsídio a que têm direito.

No ar desde a esta segunda-feira (4), o site reúne também informações para os cidadãos, empresas, gestores públicos e entidades, e oferece diversas funcionalidades para os futuros beneficiários. 

Na página principal no portal, basta inserir a renda familiar para fazer uma simulação diretamente no aplicativo. Contudo, para obter o financiamento e ter direito ao subsídio, a família deverá comparecer a uma agência da Caixa ou do Banco do Brasil levando os documentos necessários. A análise de crédito será feita pela instituição financeira e, somente após a aprovação, o cidadão pode adquirir o imóvel.

Ao final da simulação, se o futuro beneficiário já possuir um imóvel em vista, poderá emitir a Carta MCMV, com validade máxima de 60 dias, contendo o valor limite de subsídio de acordo com as informações preenchidas.

Com a Carta, os documentos pessoais e do imóvel a ser adquirido em mãos, o beneficiário deverá dirigir-se a uma agência ou correspondente do Banco do Brasil ou da Caixa para dar o início aos procedimentos de contratação do financiamento habitacional pelo Programa Minha Casa Minha Vida.

Desde 2009, o Minha Casa Minha Vida já beneficiou mais de 10,5 milhões de pessoas, com a entrega de 2,63 milhões de moradias em todo o País. Os investimentos para a contratação de 4,21 milhões de imóveis ultrapassam R$ 294,49 bilhões.

Sobre o MCMV

O Minha Casa Minha Vida foi criado pelo governo para facilitar o acesso à casa própria para famílias de baixa renda. O programa prevê diversas formas de atendimento às famílias que necessitam de moradia, considerando a localização do imóvel – na cidade e no campo – renda familiar e valor da unidade habitacional. Além disso, também contribui para a geração de emprego e renda para os trabalhadores da construção civil, que realizam as obras.

Como participar

FAIXA 1
A Faixa 1 produz empreendimentos habitacionais destinados às famílias com renda mensal bruta de até R$ 1,8 mil. Os valores dos imóveis variam de acordo com a localidade. E pode ser custeado até 90% do valor do imóvel pelo Programa. Se o interessado está na Faixa 1, pode se cadastrar na sua cidade e, uma vez atendidos os critérios, aguardar o próximo sorteio para um empreendimento em sua cidade.

O interessado também pode ser atendido com o MCMV Financiamento e, neste caso, deve fazer uma simulação para saber o valor do subsídio a que tem direito e ir diretamente à Caixa ou ao Banco do Brasil para pedir um financiamento. O subsídio para financiamento é o valor que o Minha Casa Minha Vida oferece para você reduzir o valor da prestação de financiamento da sua casa própria.

Minha Casa Minha Vida Entidades
Esta modalidade, da Faixa 1, permite que famílias organizadas de forma associativa, por uma Entidade Organizadora – EO (Associações, Cooperativas e outros) habilitada, produzam unidades habitacionais.

Minha Casa Minha Vida Rural
Voltado para agricultores familiares, trabalhadores rurais ou de comunidades tradicionais (como quilombolas, extrativistas, pescadores artesanais, ribeirinhos e indígenas), essa modalidade possui três grupos de renda, que variam até R$ 78 mil por ano. O atendimento permite tanto a construção de novas casas quanto a reforma de unidades já existentes.

FAIXA 1,5
A Faixa 1,5 é destinada a famílias com renda até R$ 2.350,00, e oferece subsídios de até R$ 45 mil para financiamento de imóveis até R$ 135 mil, dependendo da sua localização. Se o interessado se enquadra na Faixa 1,5, deve fazer a simulação, complementar o cadastro e aguardar pelo sorteio, cujo resultado será divulgado no Portal MCMV. Caso seja contemplado, precisa procurar um imóvel nas condições/valor admitidos no programa e ir a uma agência do Banco do Brasil ou da Caixa.

FAIXA 2
A Faixa 2 é destinada a famílias com renda entre R$ 2.351,00 e 3,6 mil. Faça a sua simulação para saber o valor do subsídio que o programa te oferece, e vá diretamente ao Banco do Brasil ou à Caixa para pedir um financiamento.

FAIXA 3
A Faixa 3 também possibilita o acesso à moradia por meio de financiamento com recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), de famílias com renda bruta mensal acima de R$ 3,6 mil e até R$ 6,5 mil, com condições especiais de taxas de juros até 8,16% ao ano, ou seja, mais baixas que as taxas praticadas pelo mercado imobiliário.

Para participar desse produto, além de atender ao limite de renda familiar compatível, o candidato não pode ter recebido nenhum benefício do Poder Público, tais como parte de pagamento do imóvel ou redução das taxas de juros. Essa verificação será realizada antes da efetivação do financiamento.

Caso esteja nesse intervalo de renda, o interessado deve procurar diretamente uma agência da Caixa ou do Banco do Brasil para realizar a análise de crédito e dar continuidade ao processo de contratação do financiamento de sua casa.

É importante saber que há limites de valores para os imóveis a serem financiados de acordo com a localização.

A quem se destina (renda familiar mensal):

Até R$ 1.800,00 (Faixa 1) – Até 90% de subsídio do valor do imóvel. Pago em até 120 prestações mensais de, no máximo, R$ 270,00 sem juros.

Até R$ 2.350,00 (Faixa 1,5) – Até R$ 45 mil de subsídio, com 5% de juros ao ano.

Até R$ 3.600,00 (Faixa 2) – Até R$ 27,5 mil de subsídio, com 5,5% a 7% de juros ao ano.

Até R$ 6.500,00 (Faixa 3) – 8,16% de juros ao ano.

No caso dos agricultores familiares e trabalhadores rurais, a renda anual da família deve ser até R$ 78 mil por ano.

Fonte: Ministérios das Cidades

Portal Brasil 

Outras Notícias

PUBLICIDADE