Aécio diz que acusações de Machado são "falsas e covardes"

Aécio diz que acusações de Machado são

Foto: Cristiano Mariz/Especial / Especial

O presidente nacional do PSDB, senador Aécio Neves (MG), disse que as acusações feitas pelo ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado são "falsas e covardes". Em nota, ele declarou que "Machado, no afã de apagar seus crimes e conquistar os benefícios de uma delação premiada, não hesita em mentir e caluniar". Em sua delação premiada na Operação Lava-Jato, o ex-presidente da Transpetro afirmou que participou da captação de recursos olícitos para bancar a eleição de Aécio à presidente da Câmara, em 2000..

Machado revelou a existência de um grande esquema de corrupção quando ele ainda era líder do PSDB no Senado, em 1998. A eleição de Aécio no comando dos trabalhos legislativos servia para estruturar a base de apoio ao então presidente da República Fernando Henrique Cardoso no Congresso. O próprio Aécio, de acordo com Machado, teria recebido na época R$ 1 milhão em dinheiro vivo. Segundo o delator, ele, o então senador Teotônio Vilela e o então deputado Aécio traçaram um plano em 1998 para cobrar propina e "ajudar financeiramente" 50 deputados.

"Qualquer pessoa que acompanha a cena política brasileira sabe que, em 1998, sequer se cogitava a minha candidatura à presidência da Câmara, o que só ocorreu muito depois", declarou Aécio.

Segundo o senador, a sua eleição como presidente da Câmara ocorreu a partir de um "entendimento político no qual o PSDB apoiaria o candidato do PMDB à presidência do Senado e o PMDB apoiaria o candidato do PSDB à presidência da Câmara". "A afirmação feita não possui sequer sustentação nos fatos políticos ocorridos à época", conclui o texto.

Aécio já é investigado em dois inquéritos abertos a partir da delação premiada do ex-senador Delcídio Amaral, que afirmou que o presidente do PSDB recebeu propina de Furnas, empresa de economia mista subsidiária da Eletrobras. Ainda sobre o tucano, Delcídio relatou um caso na CPI dos Correios, que investigou o mensalão, no qual Aécio teria atrasado o envio de dados do Banco Rural para fazer uma "maquiagem" nas informações.

PSDB também repudia acusações de Machado

O PSDB, também por meio de nota, afirmou que as denúncias de Machado são falsas. "Delações premiadas são uma conquista da sociedade e não podem se transformar em acusações sem provas, em instrumento de manipulação da verdade e em esconderijo de interesses inconfessáveis de criminosos", diz o texto.

"As mentiras ditas e que fazem referência a nomes do PSDB na articulação e recebimento de recursos de caixa 2, na campanha eleitoral de 1998, são afirmações feitas no desespero de quem está tentando se livrar da responsabilidade pelos crimes que cometeu. São afirmações descabidas e contraditórias, que não guardam qualquer relação com os fatos políticos da época", afirma a legenda na nota.

Diário Catarinense 

Outras Notícias

PUBLICIDADE