Comissão de Ética encerra sessão sem decisão sobre processo contra Cunha

Comissão de Ética encerra sessão sem decisão sobre processo contra Cunha

Eduardo Cunha é o presidente da Câmara dos Deputados (Foto: ANDRÉ DUSEK / ESTADÃO CONTEÚDO)

Após horas de debate sobre regras e minúcias, o Conselho de Ética da Câmara dos Deputados encerrou a sessão, mais uma vez, nesta terça-feira, sem decidir se dá continuidade ao processo de quebra de decoro parlamente contra o presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

O deputado manobrou para que seus aliados levantassem todo o tipo de questões, com o intuito de prorrogar a análise da matéria. Com isso, ganha mais tempo.

Quando a discussão já chegava às 20h30, foram abertos os trabalhos legislativos da Congresso, com análise da ordem do dia em plenário, e a sessão na Comissão de Ética foi encerrada exatamente às 20h44min.

Relator do caso, o deputado Fausto Pinato (PRB-SP) escreveu parecer a favor da continuidade do processo de quebra de decoro parlamentar contra Cunha, mas esse entendimento precisa ser aprovado pelos outros membros do Conselho de Ética.

A sessão deverá ser retomada nesta quarta-feira, às 14h. Pelo menos 12 deputados ainda estão inscritos para se manifestar, e os líderes ainda poderão requerer a palavra, antes da votação sobre a continuidade da ação de quebra de decoro contra Cunha.

Cunha poderá ser processado — com possibilidade de cassação de mandato — por supostamente ter contas secretas e não declaradas na Suíça. Antes da revelação desses fatos, o presidente da Câmara foi questionado sobre transações no exterior, na CPI da Petrobras, e negou a veracidade disso. A quebra de decoro seria configurada por ele ter faltado com a verdade diante dos seus pares.

Diário Catarinense 

Outras Notícias

PUBLICIDADE