Dilma acompanha votação ao lado de Lula, ministros e governadores

Dilma acompanha votação ao lado de Lula, ministros e governadores

Foto: Roberto Stuckert Filho / Presidência da República/Divulgação

Escoltada por ministros, governadores e pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Dilma Rousseff acompanha do Palácio da Alvorada a votação da Câmara sobre a continuidade do processo de impeachment. Petistas ainda acreditam que será possível, por uma margem apertada, impedir que a discussão do afastamento chegue ao Senado.

Ao lado da afilhada política, Lula mantém as negociações para tentar virar votos ou garantir abstenções e faltas, o que beneficia o governo. Pela manhã, ele chamou para uma conversa o ex-presidente da Câmara Marco Maia (PT-RS), que recebeu missões para cumprir junto a outros parlamentares na força-tarefa montada para salvar Dilma.

Lula distribui telefonemas na ofensiva derradeira sobre deputados, concentrada nas bancadas do Norte e Nordeste. Governadores das regiões também estão no Alvorada e participam de articulações para enquadrar as bancadas de seus Estados.

Além de Lula, estão com Dilma ministros do PT e de partidos aliados, como José Eduardo Cardozo (AGU), Ricardo Berzoini (Secretaria de Governo), Jaques Wagner (Gabinete Pessoal), Kátia Abreu (Agricultura) e Antonio Carlos Rodrigues (Transportes). 

As projeções de aliados de Dilma na tarde de domingo indicam que o governo teria entre 180 e 190 votos no plenário da Câmara, soma suficiente para impedir a aprovação do impeachment. Independente do resultado, a presidente está pronta para se pronunciar. Ainda falta definir se ela falará no domingo ou na segunda-feira.

Diário Catarinense

Outras Notícias

PUBLICIDADE