Dilma demite o ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro

Nome mais cotado para assumir a vaga é Aloizio Mercadante

Dilma demite o ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro

Renato Janine Ribeiro deixa o Ministério da Educação (Foto: Charles Shol / Estadão Conteúdo)

O ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro, foi demitido nesta quarta-feira pela presidente Dilma Rousseff, como parte da reforma ministerial, segundo o jornal O Globo. Pouco antes de completar seis meses no cargo, Janine foi chamado ao Palácio do Planalto, onde foi comunicado da saída, que já era esperada.

Esta é a terceira vez, em 10 meses, que a pasta terá um novo ministro. O antecessor de Janine foi Cid Gomes, ex-governador do Ceará.

O nome mais cotado para assumir o ministério é Aloizio Mercadante, atualmente na Casa Civil. O secretário-executivo da Educação, Luiz Cláudio Costa, esteve no Planalto para tratar com Mercadante, entre outros assuntos, da transição ministerial.

Pressionada pelos movimentos sociais, a presidente Dilma Rousseff estuda colocar uma mulher à frente do novo ministério da Cidadania. A pasta nascerá da fusão das secretarias de Direitos Humanos, Promoção da Igualdade Racial e Políticas para as Mulheres, além de parte da Secretaria-Geral. A favorita para assumir a estrutura é a deputada Moema Gramacho (PT-BA).  Neste movimento, o gaúcho Pepe Vargas (PT-RS) deixará os Direitos Humanos e voltará ao mandato de deputado federal.

No governo, especula-se que Miguel Rossetto possa voltar ao Ministério do Desenvolvimento Agrário, implicando saída de Patrus Ananias (PT-MG). Outra alternativa seria o gaúcho assumir um cargo de segundo escalão, como uma diretoria na Itaipu.

*Zero Hora

Diário Catarinense 

Outras Notícias

PUBLICIDADE