Dilma diz que é preciso coragem para enfrentar problemas

Presidente fez a declaração ao agradecer uma manifestação de solidariedade do governador do Estado, Ricardo Coutinho

Dilma diz que é preciso coragem para enfrentar problemas

Foto: Roberto Stuckert Filho / Palácio do Planalto

A presidente Dilma Rousseff disse nesta sexta-feira, em evento na Paraíba, que é preciso ter coragem para enfrentar problemas. Ela fez a declaração ao agradecer uma manifestação de solidariedade do governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB), que defendeu o governo de Dilma de críticas e a continuação do mandato da presidente até 2018.

— Quero agradecer o Coutinho. O Brasil é feito de homens com estatura, o Brasil é feito de lideranças políticas que têm estatura e essas lideranças políticas também têm coragem. E quando você tem coragem não há nada que possa impedir que você enfrente um problema — disse Dilma, durante a entrega de habitações do programa Minha Casa, Minha Vida, em Campina Grande.

Coutinho discursou pouco antes de Dilma, e defendeu o governo e criticou os que, segundo o governador, tentam derrubar a estabilidade do país. 

— Eu defendo a institucionalidade, a senhora foi eleita para governar e vai governar esse país. A senhora vai superar adversidades por esse povo que precisa ter esse país centrado e em plena recuperação econômica e é para isso que estamos dispostos a contribuir — disse o governador, que convocou a plateia a se mobilizar em defesa do governo.

— Faço um apelo para que nos multipliquemos, observemos que não é hora de retroceder, é hora de proteger como a mãe que protege o filho ao entrar em uma casa nova como essa. Esse é o momento em que a nação brasileira tem de demonstrar esse sentimento.

Durante o discurso, Dilma falou várias vezes em união pelo bem do Brasil, independentemente de divergências políticas e partidárias, para que o país supere a crise.

— A força para superar as dificuldades sai primeiro de uma atitude de a gente tem que reconhecer que tem dificuldade. Depois qual o movimento? É todo mundo, independente do interesse partidário e da convicção, termos de primeiro olhar o bem do Brasil, é a primeira coisa que se olha. É como na sua casa, diante da dificuldade, se todo mundo ficar junto supera mais rápido — comparou.

Segundo Dilma, apesar das dificuldades econômicas, o país não pode voltar atrás em conquistas que beneficiaram principalmente os mais pobres e destacou que programas sociais estão sendo mantidos.

— Um governo faz escolhas. Escolhemos gastar com a casa própria das pessoas que mais precisam, das famílias que mais precisam e essa é uma escolha que ilumina o meu governo. O meu governo tem compromisso com aqueles que são os mais pobres — disse a presidente, que também citou a garantia de recursos para o Programa Universidade para Todos (ProUni) e o Mais Médicos.

Mais cedo, em entrevista a rádios paraibanas, Dilma havia dito que o governo "cortou tudo o que poderia ser cortado ou o que poderia esperar", mas sem comprometer os programas sociais.

Além da entrega de casas em Campina Grande, Dilma participa de mais dois eventos na Paraíba: uma reunião com empresários locais e uma nova rodada do Dialoga Brasil, em que ouvirá sugestões de cidadãos para melhoria das políticas do governo, ambos em João Pessoa.

Agência Brasil

Outras Notícias

PUBLICIDADE