Em discursos, 42 de 63 senadores declararam voto a favor do impeachment

Em discursos, 42 de 63 senadores declararam voto a favor do impeachment

Foto: Mateus Bruxel / Agencia RBS

Por cerca de 12 horas, 63 senadores discursaram nesta terça-feira na fase de pronunciamentos do julgamento do impeachment no Senado. Pelos discursos, 42 parlamentares declararam voto a favor do impeachment e 18 contra. Três não declararam o voto.

O senador Romário (PSB-RJ) foi o último a ter o uso da palavra. Ao discursar, já na madrugada de quarta-feira, ele votou a favor do impeachment e disse que o crime de responsabilidade fiscal é claro:

— Não resta dúvida de que houve crime. O impeachment da presidente é um desfecho inevitável.

Fernando Collor (PTC-AL), que discursou durante a tarde, também teceu críticas à presidente, embora não tenha declarado abertamente seu voto no processo. Ele disse que o governo Dilma "transformou sua gestão numa tragédia anunciada".

O senador Lindbergh Farias (PT-RJ) foi um dos que se posicionaram contrariamente ao impeachment. O senador comparou o julgamento de Dilma diante de oficiais militares, durante a ditadura, ao julgamento do impeachment no Senado. 

— Isso aqui é um tribunal de exceção, no qual as provas são irrelevantes. O que está por trás de tudo isso é outra coisa. O tribunal foi montado para condenar uma inocente e salvar os condenados de corrupção — disse.

Aécio Neves (PSDB-MG) declarou voto favorável ao impeachment e afirmou que a oposição não é responsável pela crise econômica e política, ao contrário do que afirma a defesa de Dilma Rousseff:

— O que estamos vendo nos debates acalorados dessa casa é uma inversão de valores — disse o senador. — Sem coragem para assumir seus erros, a presidente acusa a oposição de desestabilizadora. Não foi a oposição a responsável pelos delitos cometidos.

No total, foram quase 17 horas de sessão, iniciada com as falas da defesa e da acusação. Quatro senadores desistiram de falar e um senador, Romário, se inscreveu mais tarde. 

Após o voto de Romário, o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Ricardo Lewandowski, encerrou a sessão e anunciou que a votação do julgamento do impeachment da presidente afastada Dilma Roussef será retomada nesta quarta-feira, a partir das 11h. Para o impeachment, são necessários ao menos 54 votos entre os 81 senadores.

Veja abaixo como cada senador declarou seu voto durante os discursos:

1. Gladson Cameli (PP-AC) - A favor
2. Antonio Anastasia (PSDB-MG) - A favor
3. Jorge Viana (PT-AC) - Contra
4. Roberto Requião (PMDB-PR) - Contra
5. Ataídes Oliveira (PSDB-TO) - A favor
6. Lúcia Vânia (PSB-GO) - A favor
7. Lasier Martins (PDT-RS) - A favor
8. Acir Gurgacz (PDT-RO) - Não declarou voto
9. Ronaldo Caiado (DEM-GO) - A favor
10. Alvaro Dias (PV-PR) - A favor
11. Angela Portela (PT-RR) - Contra
12. Antônio Carlos Valadares (PSB-SE) - A favor
13. Fátima Bezerra (PT-RN) - Contra
14. Lídice da Mata (PSB-BA) - Contra
15. Dário Berger (PMDB-SC) - A favor
16. Fernando Collor (PTC-AL) - Não declarou voto
17. Gleisi Hoffmann (PT-PR) - Contra
18. José Medeiros (PSD-MT) - A favor
19. Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) - Contra
20. Humberto Costa (PT-PE) - Contra
21. Cássio Cunha Lima (PSDB-PB) - A favor
22. Regina Sousa (PT-PI) - Contra
23. Eduardo Amorim (PSC-SE) - A favor
24. Aécio Neves (PSDB-MG) - A favor
25. Magno Malta (PR-ES) - A favor
26. José Pimentel (PT-CE) - Contra
27. Valdir Raupp (PMDB-RO) - A favor
28. Ivo Cassol (PP-RO) - A favor
29. Paulo Paim (PT-RS) - Contra
30. José Aníbal (PSDB-SP) - A favor
31. Garibaldi Alves Filho (PMDB-RN) - A favor
32. Paulo Bauer (PSDB-SC) - A favor
33. Eunício Oliveira (PMDB-CE) - A favor
34. Armando Monteiro (PTB-PE) - Contra
35. Cidinho Santos (PR-MT) - A favor
36. Flexa Ribeiro (PSDB-PA) - A favor
37. Randolfe Rodrigues (Rede-AP) - Contra
38. Ricardo Ferraço (PSDB-ES) - A favor
39. Benedito de Lira (PP-AL) - A favor
40. Zezé Perrella (PTB-MG) - A favor
41. Lindbergh Farias (PT-RJ) - Contra
42. Wilder Morais (PP-GO) - A favor
43. Sérgio Petecão (PSD-AC) - A favor
44. Hélio José (PMDB-DF) - A favor
45. Rose de Freitas (PMDB-ES) - Não declarou voto
46. Ana Amélia Lemos (PP-RS) - A favor
47. Simone Tebet (PMDB-MS) - A favor
48. Waldemir Moka (PMDB-MS) - A favor
49. Otto Alencar (PSD-BA) - Contra
50. Pedro Chaves (PSC-MS) - A favor
51. Reguffe (sem partido-DF) - A favor
52. Fernando Bezerra Coelho (PSB-PE) - A favor
53. Cristovam Buarque (PPS-DF) - A favor
54. José Agripino (DEM-RN) - A favor
55. Dalirio Beber (PSDB-SC) - A favor
56. Tasso Jereissati (PSDB-CE) - A favor
57. João Capiberibe (PSB-AP) - Contra
58. Roberto Muniz (PP-BA) - Contra
59. Eduardo Lopes (PRB-RJ) - A favor
60. Davi Alcolumbre (DEM-AP) - A favor
61. Elmano Férrer (PTB-PI) - Contra
62. José Maranhão (PMDB-PB) - A favor
63. Romário (PSB-RJ) - A favor

Diário Catarinense 

Outras Notícias

PUBLICIDADE