Presidente em exercício, Rodrigo Maia despacha no Planalto

Presidente em exercício, Rodrigo Maia despacha no Planalto

Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil

Com a conclusão do processo de impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff e a viagem do presidente Michel Temer à China, o presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia, passou a ocupar, de forma interina, a Presidência. Ele chegou pouco antes das 10h desta quinta-feira ao Palácio do Planalto. 

Maia reuniu-se com o deputado Waldir Maranhão (PP-MA), que está comandando a Câmara interinamente, parlamentares do seu partido, DEM, e os líderes do PSDB na Câmara, Antonio Imbassahy (BA), e do PPS, Rubens Bueno (PR).

Prevista para às 11h, a audiência agendada com a ministra do Supremo Tribunal Federal, Carmem Lúcia, foi cancelada, a pedido da ministra. A magistrada está prestes a assumir a presidência do Supremo Tribunal Federal (STF), em substituição a Ricardo Lewandowski.

Às 15h30min, Maia tem audiência com o ex-advogado-geral da União do governo Dilma Rousseff, Luis Inácio Adams. No fim da tarde, às 17h30min, o presidente em exercício participa da cerimônia de posse da Ministra Laurita Vaz e do Ministro Humberto Martins, nos cargos de presidente e vice-presidente, respectivamente, do Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Temer a caminho na China

O presidente Michel Temer encontra-se a caminho da China, em sua primeira viagem oficial, para participar da reunião de cúpula do G-20 e de encontros bilaterais com empresários e chefes de Estado. A expectativa é que ele presencie o encerramento de um seminário previsto para 2 de setembro, em Xangai, com empresários brasileiros e investidores chineses.

Nas reuniões com investidores estrangeiros — e nos encontros bilaterais que deverá ter com os líderes da China (Xi Jinping), da Espanha (Mariano Rajoy) e da Itália (Matteo Renzi), além do príncipe da Arábia Saudida (Mohammed Bin Nayef —, Temer pretende sinalizar que o Brasil está retomando sua atividade econômica e, assim, transmitir a ideia de que o país é seguro para receber investimentos.

*Estadão Conteúdo

Diário Catarinense 

Outras Notícias

PUBLICIDADE