Recepcionada por apoiadores, Dilma chega ao Senado para sua defesa

Recepcionada por apoiadores, Dilma chega ao Senado para sua defesa

Dilma, sorridente, recebeu flores ao entrar no Senado (Foto: Guilherme Mazui / Agência RBS)

Enquanto Dilma Rousseff tomava café da manhã com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, ex-ministros e o cantor Chico Buarque no Palácio do Alvorada, apoiadores se reuniam em frente ao Senado para esperar a chegada da presidente afastada.

Por volta de 9h, uma sorridente Dilma chegou ao Congresso, onde foi recepcionada com flores, bandeiras, cartazes e gritos. 

— Dilma, guerreira da pátria brasileira — gritou o grupo.

Havia a possibilidade de a petista falar a manifestantes antes de chegar ao Senado, o que não aconteceu. Após entrar no Congresso, ela se dirigiu ao gabinete do presidente do Senado, Renan Calheiros, oferecido anteriormente pelo próprio peemedebista.

Marcada para iniciar às 9h, a sessão em que Dilma se defenderá vai atrasar. Inicialmente, ela terá 30 minutos para sua apresentação. A critério do presidente do Supremo Tribunal Federal, Ricardo Lewandowski, que comanda o julgamento do impeachment, a presidente afastada poderá ter mais tempo na fase inicial.

Depois da fala de Dilma, terão início os questionamentos dos senadores. Cada parlamentar terá até cinco minutos para fazer perguntas. O tempo de resposta de Dilma é livre e não será permitida réplica e tréplica. Dilma também poderá deixar de responder às indagações dos parlamentares. 

*Zero Hora

Diário Catarinense 

Outras Notícias

PUBLICIDADE