Fiscalização agropecuária de SC pode paralisar atividades

Fiscalização agropecuária de SC pode paralisar atividades

Foto: Marcos Porto / Agencia RBS

Sem recursos sequer para abastecer seus veículos, e em meio à gripe aviária que já está no Chile, a fiscalização agropecuária do Estado tem grandes chances de paralisar as atividades. A Cidasc, órgão responsável pelas barreiras sanitárias e controle de transporte de animais e vegetais, não tem mais a quem recorrer. O impacto da suspensão dos trabalhos dos fiscais já seria elevado por si só, mas com a economia em crise, o estrago poderá ser sem precedentes para Santa Catarina. O agronegócio corresponde a 30% do PIB catarinense. Órgãos como Cidasc, Epagri e Secretaria da Agricultura custam cerca de R$ 600 milhões por ano aos contribuintes e geram o equivalente a R$ 30 bilhões ao ano para a economia estadual.

Por Cacau Menezes

Diário Catarinense 

Outras Notícias

PUBLICIDADE