"Estamos profundamente chocados", diz governador de SC sobre morte de Teori Zavaski

Foto: Emerson Souza / Agencia RBS

O governador de Santa Catarina, Raimundo Colombo, afirmou no fim da tarde desta quinta-feira que está profundamente chocado com a notícia da morte do ministro catarinense do Supremo Tribunal Federal (STF), Teori Zavascki, 68 anos. Teori foi uma das quatro vítimas de um acidente aéreo em Paraty, no Rio de Janeiro. O avião em que o ministro estava caiu no mar. 

Recém informado sobre o ocorrido, Colombro ressaltou que Teori "ajudou muito na renegociação da dívida" dos Estados e que "estava exercendo um papel extraordinário em favor da sociedade". No últimos dois anos o ministro foi o relator da Operação Lava-Jato no STF e, desde 2004, era o responsável pelas principais decisões e por encaminhar os processos que envolvem os políticos envolvidos no esquema desvendado pela Polícia Federal (PF) e pelo Ministério Público Federal (MPF).

Colombo ainda pontuou que, atualmente, Teori "estava conquistando uma credibilidade enorme" e "lamentou profundamente" o acidente, lembrando que o ministro foi um "catarinense maravilhoso". Neste ano, o ministro tinha como principal missão homologar as delações premiadas dos executivos da Odebrecht.

Confira na íntegra a fala do governador de SC

"Estamos profundamente chocados. A gente tem um carinho muito grande pelo ministro (Teori Zavascki, do STF). Ele sempre nos recebeu, nos ajudou muito na renegociação da dívida (dos Estados). Estava exercendo um papel extraordinário em favor da sociedade, com bom senso, com equilíbrio. Estava conquistando uma credibilidade enorme e vem essa notícia, deixando a gente assustado e profundamente triste. Um catarinense maravilhoso, um cidadão extraordinário e, nesse momento do Brasil, um sustentáculo importante de toda essa situação que envolve o nosso país. Lamento profundamente."

Diário Catarinense 

Outras Notícias

PUBLICIDADE