"O PSDB está fora do governo Colombo", diz Marcos Vieira

Foto: Lucas Gabriel Diniz / Divulgação

Confira entrevista com o presidente do PSDB em Santa Catarina, o deputado Marcos Vieira: 

Moacir Pereira - Por que o senhor e as principais lideranças do PSDB não estarão na posse de Leonel Pavan e Vicente Caropreso nesta terça no Centro Administrativo?

Marcos Vieira - O governador Raimundo Colombo tem problemas em duas áreas: turismo e saúde. Viu em Leonel Pavan e Vicente Caropreso pessoas capacitadas para comandar as duas pastas. O governador convidou o PSDB para entrar no governo. O PSDB não deseja fazer parte da atual gestão. Transferiu a responsabilidade para a bancada estadual. A bancada, por maioria, liberou Pavan e Caropreso para as duas secretarias. Portanto, o PSDB está fora do governo Colombo.

MP - Quais as principais decisões da primeira reunião do partido este ano?  

MV - O partido fixou o calendário das convenções municipais no dia 2 de abril. O PSDB definiu 2017 como "o ano da militância em Santa Catarina". Vai dotar seus quadros de qualificação para 2018. Terceiro: o PSDB terá candidato a governador em 2018. O PSDB catarinense tem projeto, sabe o que quer, aonde quer chegar e de que forma vai chegar.

MP - Em 2018 o PSDB estará com o PMDB ou PSD?

MV - A pergunta deve ser feita do lado contrário: quem estará com o PSDB em 2018? O PSDB espera o gesto de gratidão do PMDB e do PSD. Por quê? Foi o PSDB que viabilizou a vitória de Luiz Henrique em 2002 e 2006. Foi o PSDB que ajudou a eleger Raimundo Colombo em 2010. E só não o apoiou em 2014 porque PMDB e PSD apoiaram Dilma e Lula, do PT. Por isso, lançamos o senador Paulo Bauer. Esperamos, por isso, a reciprocidade do PMDB e do PSD, respaldando o cabeça de chapa do PSDB em 2018.

Por Moacir Pereira / ClicRBS

Outras Notícias

PUBLICIDADE