Prefeito de Florianópolis reduz próprio salário em 30% 'até perdurar a crise'

Medida provisória foi publicada no Diário Oficial na quinta-feira (26). Vice-prefeito, secretários e demais dirigentes também terão redução.

Prefeito de Florianópolis reduz próprio salário em 30% 'até perdurar a crise'

Gean Loureiro no primeiro dia como prefeito de Florianópolis (Foto: Bruno Oliveira/Divulgação)

O prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro (PMDB), assinou um decreto na quinta-feira (26) onde reduz o salário dele, do vice, dos secretários e demais gestores da administração direta, autarquias e fundações. Conforme a prefeitura, a redução durará "enquanto perdurar a crise" e deve economizar cerca de R$ 3 milhões durante o mandato.

O decreto 17.091 foi publicado na quinta-feira (26) e tem validade provisória. Segundo o próprio município, caso fosse permanente, geraria diversos processos jurídicos, já que o subsídio do prefeito serve de parâmetro para todos os servidores municipais - é o teto constitucional.

O salário do prefeito, de R$ 25,6 mil, cairá para R$ 17 mil. O total líquido e com os descontos abatidos, deve ficar em R$ 13 mil, conforme a prefeitura. A redução representa menos 30% do salário bruto designado ao prefeito.

As demais reduções ficam escalonadas da seguinte forma: 20% a menos para o vice-prefeito e 10% para secretários e dirigentes da administração direta, autarquias e fundações. 

A prefeitura diz que há a intenção de manter a redução até o final do mandato, entretanto, não foi fixada uma data limite para vigência do valor.

Na reforma administrativa, aprovada na Câmara de Vereadores, o salário dos superintendentes foi reduzido em 20%.

G1SC

Outras Notícias

PUBLICIDADE