Doses da vacina contra HPV para meninos já estão disponíveis em SC

Doses da vacina contra HPV para meninos já estão disponíveis em SC

Foto: Felipe Carneiro / Agencia RBS

Já estão disponíveis nos postos de saúde de Santa Catarina as doses de vacinas contra o papilomavírus (HPV) para meninos de 12 e 13 anos. No Estado, 111 mil garotos precisam ser imunizados. A estratégia tem como objetivo proteger contra as verrugas genitais e cânceres de garganta e ânus, doenças que estão diretamente relacionadas ao HPV. Outra novidade para este ano é a inclusão das meninas de 14 anos na imunização — até então, a faixa etária era dos 9 a 13 anos.

A gerente de imunização da Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina (Dive/SC), Vanessa Vieira da Silva, explica que uma das remessas das doses chegaram em dezembro e já foram distribuídas. Vanessa cita que no ano passado, a cobertura vacinal das meninas foi de 63% nas duas doses necessárias. Na primeira, alcançou 90%. 

— O grande desafio da imunização entre adolescentes é conseguir fazer as duas doses — acrescenta a gerente. 

A vacinação contra HPV não terá campanha específica, basta chegar ao posto de vacinação e solicitar a dose. 

Segundo o Ministério da Saúde, o Brasil é o primeiro país da América do Sul e o sétimo do mundo a incluir meninos em um programa nacional de imunização de HPV. A expectativa da pasta é imunizar mais de 3,6 milhões de meninos este ano, além de 99,5 mil crianças e jovens de 9 a 26 anos que vivem com HIV/aids no Brasil. Serão adquiriras, ao todo, 6 milhões de doses ao custo de R$ 288,4 milhões. 

A vacina protege, principalmente, contra o câncer de colo do útero, e também contra verrugas genitais, câncer de garganta, ânus e verrugas genitais, todas doenças transmitidas pelo vírus. 

O esquema vacinal para os meninos contra HPV será o mesmo das meninas, ou seja, duas doses com seis meses de intervalo entre elas. Para os que vivem com HIV, a faixa etária é mais ampla (9 a 26 anos) e o esquema vacinal é de três doses (intervalo de 0, 2 e 6 meses).

O HPV é transmitido pelo contato direto com pele ou mucosas infectadas, na maioria das vezes através da relação sexual desprotegida. É altamente contagioso, sendo possível infectar-se com uma única exposição ao vírus. Pessoas infectadas podem não apresentar lesões visíveis e transmitir o HPV sem saber.

Outra novidade no calendário vacinal deste ano é que adolescentes de 12 a 13 anos também serão imunizados contra meningite C. Antes, apenas crianças de 3, 5 e 12 meses eram vacinadas contra a doença, considerada grave e de rápida evolução.

Diário Catarinense 

Outras Notícias

PUBLICIDADE